Espumante Peterlongo Presence Brut 750ml
  • Espumante Peterlongo Presence Brut 750ml
  • Espumante Peterlongo Presence Brut 750ml

Espumante Peterlongo Presence Brut 750ml

Sku: 4029

NCM: 2204.10.10

Categoria: BrutEspumantes

Marca: Peterlongo

Quantidade Disponivel: 0 un

Prazo de Produção: 2 dias úteis

Produto Indisponível
Unidade: un
un
Frete e Prazo

Simule o frete e o prazo de entrega estimados para sua região:

Descrição do Produto

O Espumante Peterlongo Presence Brut reflete o comprometimento com a qualidade, sendo um dos melhores espumantes brasileiros. De corpo marcante e acidez equilibrada harmoniza bem com entradas e pratos condimentados.

Informações do Produto

ANÁLISE SENSORIAL
Visual: Apresenta aspecto visual límpido, com coloração amarela levemente dourada. Perlage fino e intenso.
Olfato:  Aromas de frutas frescas, com toque de mel. Boa intensidade aromática e fineza.
Paladar:  Paladar equilibrado, com acidez marcante e fresca. Retrogosto agradável e intenso.

Origem: Serra Gaúcha - RS
Vinícola: Peterlongo
Tipo: Espumante Brut
Variedade: Assemblage
Uvas: Chardonnay e Riesling Itálico
Graduação Alcoólica: 11,5%
Açúcares Residuais: 9 g/L
Acidez total: 6,3 g/L
Açúcares totais em glicose: 9
pH: 3,12
Densidade: 0,994
Extrato seco: 19
Pressão: 5,5
Volume: 750ml
Temperatura de Consumo: 4ºC - 6ºC
Harmonização: Com aromas frutados e intensos, acompanha muito bem pratos que tenham a mesma característica, como por exemplo: Fettuccine ao Molho Sugo e Paella Valenciana.

Vinhedos: Localizados no município de Garibaldi, na Serra Gaúcha. Conduzidos em espaldeiras simples, com produtividade de 10.000-12.000kg/ha.

Colheita: Manual e seletiva.

Fermentação do vinho base: 30 dias - 15ºC
Tomada de Espuma: 40 dias - 14ºC

Método de elaboração: A uva é recebida e enviada para a prensa para realizar a extração do mosto flor. O vinho base é fermentado em tanques de aço inoxidável com leveduras selecionadas e controle de temperatura. O assemblage é elaborado com proporções harmônicas dos vinhos Chardonnay e Riesling, buscando o melhor equilíbrio entre as duas variedades. O espumante é
elaborado pelo Método Charmat, onde a tomada de espuma é realizada em tanques especiais (autoclaves), sendo controlados diariamente a temperatura e a pressão. Após a fermentação, o
espumante permanece em contato com as leveduras no autoclave por 3 meses, ganhando aromas complexos das leveduras, sem perder o caráter frutado das variedades de origem. Passados os 3 meses, o espumante é filtrado e engarrafado.

PREMIAÇÕES RECENTES

Medalha de Prata: CINVE | 2018

Medalha de Prata:Vinus | 2018

Grande Ouro: Vinus | 2017

A Vinícola Peterlongo

Desde sua fundação, em 1915, a Peterlongo preocupou-se, não apenas em manter o mesmo método de elaboração do champagne usado pelos franceses, mas também com as condições de produção e armazenagem da bebida. A construção segue os padrões da região de Champagne, na França e suas instalações incluem uma residência em forma de castelo e uma cave subterrânea de 10 mil m².

Toda em pedra basalto, a cave baseada nos moldes franceses, mantém a constante temperatura das garrafas em todas as estações do ano. Com o decorrer dos anos a cave foi sendo ampliada para poder acompanhar o crescimento da produção de champagnes da Peterlongo. 

A Vinícola Peterlongo está localizada na Serra Gaúcha, na cidade de Garibaldi, conhecida como a Capital Nacional do Chamapnha. Suas instalações e a qualidade das bebidas que produz atraem visitantes do Brasil inteiro e também do exterior. Todos ávidos por conhecer e degustar o primeiro e único champagne do Brasil.

Com mais de 100 anos de tradição, a Vinícola Peterlongo convida você a conhecer a nossa história e produtos, com reconhecida qualidade internacional.

Champagnes e Espumantes

Você sabe qual a diferença entre champagne e espumante? 

Para começar, é importante deixar claro que “todo champagne é espumante, mas nem todo espumante é champagne.” O nome espumante é dado a todo vinho que sofre duas fermentações naturais. A primeira delas é a fermentação alcoólica, comum de todos os vinhos, que transforma o açúcar da uva em álcool e que ocorre em tanques ou barris de carvalho.

A segunda, que é quando o espumante adquire a efervescência, pode ocorrer em tanques de aço inox pressurizados (método charmat) ou pode ser feita na própria garrafa (método champenoise ou tradicional/clássico).

Agora, vamos ao termo polêmico: champagne. Resumidamente, o champagne (ou champanhe) é um vinho branco espumante produzido na região de Champagne, nordeste da França.

Para receber essa nominação, a bebida deve ser produzida na região administrativa de Champagne-Ardenne e deve ser feita com uvas Pinot Noir, Pinot Meunier e Chardonnay – cultivadas dentro desta região delimitada, respeitando rigorosos métodos de produção. O nome champagne é uma Dominação de Origem Controlada – AOC – das mais rigorosas da França, instaurada em 1927 e protegida com grande vigilância.

Champanhe no Brasil

Enquanto alguns precisaram abandonar a nomenclatura, no Brasil, mais precisamente na serra gaúcha, a vinícola Peterlongo conseguiu, nos anos 1970, autorização do Supremo Tribunal Federal para manter a denominação champanhe em seus rótulos. O fato aconteceu porque a bebida começou a ser produzida aqui, com o processo exigido, antes da regulamentação de 1927.

A Vinícola Peterlongo obteve, então, direito à utilização e divulgação do nome na apresentação de seus produtos de acordo com a lei 78.835, após um processo movido por uma empresa francesa.

É por isso que a nossa Elegance Champenoise Brut é considerada o primeiro champagne do Brasil. Elaborada a partir de cortes nobres das variedades Chardonnay e Pinot Noir, com coloração dourada, perlage fino e persistente, a bebida apresenta aromas complexos com notas de frutas maduras e sabor harmonioso e atende aos mais exigentes paladares, com requinte e sofisticação.

Qual a diferença entre os tipos de espumantes?
Como todos os vinhos, os espumantes são bebidas cujo açúcar natural das uvas é transformado em álcool pelo processo de fermentação. Assim, as bebidas são classificadas pela quantidade de açúcar residual.
A adição de uma pequena quantidade de “licor de dosage” ao vinho – também conhecido como “licor de expedição” – é um dos últimos passos antes do arrolhamento final.
É esse licor de expedição e o seu teor de açúcar que vai determinar se o espumante será: Nature – até 3 gramas de açúcar por litro / Extra-Brut – 3,1 a 8 gramas / Brut – 8,1 a 15 gramas / Demi-Sec – 15,1 a 60 gramas e Doce/Moscatel, acima de 60 gramas.
Para entender melhor, é importante esclarecer os termos técnicos mais comuns que são utilizados para definir a bebida:

Brut – Entre as dominações Extra-Brut, Nature ou Brut, a última é a mais comum, já que se trata da forma que mais cabe ao paladar. Nessa versão, contamos com menos de 15 gramas de açúcar residual por litro. O açúcar serve para dar equilíbrio ao produto final.

Demi-sec – Também conhecido como meio-doce ou meio-seco, esse espumante possui uma média de 15,1 a 60 gramas de açúcar residual por litro, porém, só é possível interpretá-lo como mais seco ou suave depois de abrir a garrafa e degustá-lo, pois a variação entre eles é grande.

Moscatel – Essa versão apresenta cerca de 60 gramas de açúcar por litro e é conhecida como espumante para sobremesa. Agrada aos paladares mais doces.
Portanto, na hora da escolha do seu espumante para o seu evento, o ideal é analisar o cardápio que será harmonizado com a bebida e o perfil dos convidados.

 

Avaliação dos Clientes

Avaliações sobre o produto Espumante Peterlongo Presence Brut 750ml

5,00 de 5,00 (Baseado em 1 avaliações)
  • 5,00
    Avaliação

    de Brasília

    O espumante, mesmo sendo elaborado pelo método charmat, apresenta perlage consistente e um sabor que além de persistente, ainda lhe confere um agradável 'tostado' final. Tais características são encontradas em outros espumantes também, todavia, com preços mais altos que os do Peterlongo.
Tags do Produto